Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14377
Title in Portuguese: Atitudes da comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará em relação à inclusão de alunos com deficiência
Title: Social attitudes of academic community of Federal University Of Ceara in connection with the inclusion of students with disabilities
Author: Maciel, Antônia Kátia Soares
Advisor(s): Lira, Ana Karina Morais de
Keywords: Estudantes universitários com deficiência – Fortaleza (CE)
Deficientes – Educação (Superior) – Fortaleza (CE)
Educação inclusiva – Fortaleza (CE)
Social Attitudes
Higher Education
Issue Date: 2014
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: MACIEL, Antônia Kátia Soares. Atitudes da comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará em relação à inclusão de alunos com deficiência. 2014. 132f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2014.
Abstract in Portuguese: Este trabalho aborda a inclusão de alunos com deficiência em Instituições de Ensino Superior (IES), tomando por objeto de estudo as atitudes sociais de professores, estudantes e funcionários da Universidade Federal do Ceará (UFC). O objetivo geral da pesquisa é investigar as atitudes sociais da comunidade acadêmica da UFC em relação à inclusão de alunos com deficiência e os objetivos específicos são: verificar como se apresentam as atitudes sociais da comunidade acadêmica da UFC e verificar se há diferença dessas atitudes sociais entre os cursos pesquisados. A pesquisa é de cunho quanti-qualitativo e utilizamos como instrumento de coleta de dados a Escala Lickert de Atitudes Sociais em Relação à Inclusão (ELASI) na forma A. Participaram deste estudo alunos, professores e funcionários da UFC, no total de 322 respondentes da ELASI A, divididos entre sete cursos dos Campi de Fortaleza da UFC, considerando a presença de alunos com deficiência e as diferentes áreas do conhecimento de cada curso. Foram selecionados 5 cursos de graduação para a realização da pesquisa – Licenciatura em Educação Física; Ciências Ambientais (ambos os cursos não possuem alunos com deficiência regularmente matriculados); Letras Português-Literatura (com 2 alunos com deficiência: uma com deficiência física e outro com surdez); Biblioteconomia (com um aluno com deficiência múltipla – baixa visão e deficiência física/usuário de cadeira de rodas); e Computação (com 5 alunos com deficiência, 3 com baixa visão e 2 com deficiência física) – e 2 cursos de Pós-Graduação: Mestrado em Psicologia (com uma aluna com cegueira) e Mestrado em Química (com um aluno com deficiência física). Os resultados apontam que a maioria dos cursos pesquisados apresenta atitudes sociais mais favoráveis em relação à inclusão de alunos com deficiência. No entanto, há diferença significativa entre o curso de Computação comparando aos seguintes cursos: Licenciatura em Educação Física; Letras Português-Literatura; Mestrado em Psicologia e Mestrado em Química. Percebe-se que as atitudes sociais dos respondentes do curso de Computação são menos favoráveis quando comparados a estes cursos citados, ou seja, a presença de alunos com deficiência no curso de Computação não influenciou nos participantes atitudes mais positivas, como também a área do conhecimento deste parece não favorecer atitudes sociais mais positivas, pois é um curso da área de exatas e não há discussão sobre acessibilidade e inclusão de alunos com deficiência. Outras diferenças foram constadas entre os cursos de Ciências Ambientais e de Mestrado em Psicologia, sendo o segundo com atitudes sociais mais favoráveis em relação à inclusão de alunos com deficiência e na comparação entre os cursos de Biblioteconomia e de Mestrado em Psicologia, em que as atitudes sociais dos respondentes do curso de Mestrado em Psicologia são mais favoráveis à inclusão. Contudo, considera-se que as atitudes sociais da comunidade acadêmica da UFC, em geral, são mais favoráveis em relação à inclusão, mas em alguns cursos pesquisados há a necessidade de mudanças de atitudes mais positivas em relação à inclusão de alunos com deficiência.
Abstract: This paper addresses the inclusion of students with disabilities in Higher Education Institutions (HEIs), taking as its object of study the social attitudes of teachers, students and employees of the Federal University of Ceará (UFC). The overall objective of the research is to investigate the social attitudes of the academic community of UFC regarding the inclusion of students with disabilities and specific objectives are: to verify how the social atitudes in the academic comunity of UFC are presented and to observe the differences these social attitudes among the courses surveyed. The research is quantitative and qualitative nature and use as an instrument of data collection Lickert Scale of Social Attitudes Toward Inclusion (ELASI) in the form A. The study included students, faculty and staff of the UFC, a total of 322 respondents the ELASI, divided between seven courses of Campi Fortress UFC, considering the presence of students with disabilities and the different areas of knowledge of each course. 5 undergraduate courses were selected for the research - Bachelor of Physical Education; Environmental Sciences (both courses have no students with disabilities enrolled); Letters-Portuguese Literature (with two students with disabilities: one with physical disabilities and other with deafness); Librarianship (with a student with multiple disabilities - low vision and disability / wheelchair user); and Computation (with 5 students with disabilities, low vision with 3 and 2 with disabilities) - 2 courses and Postgraduate: Masters in Psychology (with a student with blindness) and MSc in Chemistry (with a student with physical disabilities) . The results show that most of the courses studied had more favorable social attitudes toward inclusion of students with disabilities. However, no significant difference between the course of Computer comparing the following courses: Bachelor of Physical Education; Letters-Portuguese Literature; Masters Degree in Psychology and a Masters in Chemistry. It is noticed that the social attitudes of the respondents of the course Computer are less favorable compared to these courses mentioned, ie, the presence of students with disabilities in the course of Computer did not influence the participants more positive attitudes, as well as the area of knowledge this seems to favor more positive social attitudes, it is a course in the exact sciences and there is discussion about accessibility and inclusion of students with disabilities. Other differences were constadas between courses of Environmental Sciences and Master in Psychology, being the second most favorable social attitudes toward inclusion of students with disabilities and the comparison between the courses of Librarianship and Master in Psychology, in which attitudes social respondents of the Master in Psychology are more inclusive. However, it is considered that the social attitudes of the academic community of the UFC in general are more favorable toward inclusion, but in some courses surveyed there is a need for change more positive attitudes toward inclusion of students with disabilities.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14377
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_aksmaciel.pdf1,26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.