Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19419
Título: Authier-Revuz e as figuras do bem dizer
Autor(es): FONSECA, Carlos Magno Viana
CAVALCANTE, Mônica Magalhães
Palavras-chave: Argumentação
Figuras do bem dizer
Heterogeneidades enunciativas
Metaenunciação
Data do documento: 2012
Editor: Revista Desenredo
Citação: FONSECA, C. M. V.; CAVALCANTE, M. M. (2012)
Resumo: Propomos como objetivo para este estudo analisar as formas de modalização autonímica realizadas por meio do desdobramento metaenunciativo opacificante chamadas por Jaqueline Authier-Revuz (1998) de “figuras do bem dizer”. Essas formas de enunciado são tratadas como parte do fenômeno conhecido por heterogeneidades enunciativas, que tem sido objeto de nossa investigação desde 2006. As heterogeneidades enunciativas são tomadas como expressões de práticas alteritárias típicas dos discursos por meio das quais é possível verificar os tipos de sujeito que se expressam na linguagem e as relações que este sujeito contrai com os vários tipos de “outro” que atravessam constitutivamente o discurso. Em oposição às não coincidências do dizer, as figuras do bem dizer são estruturas que poderiam ser chamadas de “coincidências do dizer”, momentos pontuais na linearidade enunciativa na qual o enunciador expressa a ilusão de controle sobre seu enunciado e, consequentemente, sobre sua enunciação.
Descrição: FONSECA, Carlos Magno Viana; CAVALCANTE, Mônica Magalhães. Authier-Revuz e as figuras do bem dizer. Revista Desenredo, Passo Fundo, v. 8, n. 2, p. 78-94, jul./dez. 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19419
ISSN: 1808-656X
Aparece nas coleções:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_art_mmcavalcante.pdf132,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.