Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19669
Título: Avaliação na educação infantil: as práticas avaliativas em creches e pré-escolas municipais de Fortaleza na perspectiva das professoras
Título em inglês: Evaluation in early childhood education : practices evaluative in day care centers and pre- schools Fortaleza of municipal the perspective of teachers
Autor(es): FURTADO, Ana Paula Azevedo
Orientador(es): CRUZ, Sílvia Helena Vieira
Palavras-chave: Educação infantil - Prática docente
Educação infantil - avaliação - Fortaleza (CE)
Avaliação da Aprendizagem – Educação Infantil - Fortaleza (CE)
Objetivos da Educação Infantil - Escolas Públicas - Fortaleza (CE)
Early Childhood Education
Evaluation
Data do documento: 2016
Citação: FURTADO, A. P. A.; CRUZ, S, H. V. (2016)
Resumo: Essa pesquisa possui como propósito principal investigar como professoras que atuam na Educação Infantil na rede municipal de Fortaleza compreendem a avaliação das crianças. O interesse pelo assunto decorreu de estudos desenvolvidos durante o curso de Especialização em Docência na Educação Infantil realizado na Universidade Federal do Ceará, na qual refletíamos sobre aspectos do currículo, proposta pedagógica e avaliação na Educação Infantil a partir de alguns modelos, como os das escolas italianas, e dos documentos brasileiros norteadores da prática pedagógica nessa etapa da educação. Compreendendo a escola como ambiente de construção da autonomia e da cidadania, adotamos a perspectiva teórica que trata a avaliação como processo contínuo de acompanhamento do desenvolvimento e da aprendizagem da criança e que deve ter como foco principal propiciar reflexão sobre a prática docente, conforme Hoffmann (1998) e Luckesi (2005), entre outros. Além disso, nos fundamentamos nos teóricos Piaget (1987), Vigotski (1988) e Wallon (2007) que embasam as atuais discussões a respeito dos processos de aprendizagem e desenvolvimento infantil. Buscamos, responder aos seguintes questionamentos: Quais as orientações e os instrumentos previstos pela Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza para a avaliação na Educação Infantil? Que concepções as professoras de Educação Infantil têm sobre aprendizagem, desenvolvimento e avaliação das crianças? Qual o papel da criança e de suas famílias nesse processo, na perspectiva das professoras? A pesquisa possui abordagem qualitativa, do tipo estudo de casos múltiplos, de acordo com Trivinos (2011) e Stake (1994), com a aplicação de questionário e a realização de entrevistas com dezesseis professoras e com a coordenadora da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza e análise de documentos (instrumentos de avaliação e proposta pedagógica das instituições). A análise dos dados mostrou concepções de Educação Infantil distintas e opostas, como sendo etapa preparatória para o ensino fundamental, visão restrita sobre currículo e percepções que distanciam o cuidar e o educar, que influenciam práticas não compatíveis com a faixa etária com a qual trabalham, assim como compreensões de Educação Infantil que objetiva o desenvolvimento integral da criança, que proporciona e acredita na participação da criança. O papel que as avaliações desempenham nas práticas das professoras mostra-se ora compatível, como, avaliar para conhecer a criança e replanejar ou avaliar o próprio trabalho, ora contraditório com as ideias preconizadas nos documentos que normatizam (DCNEI, BRASIL 2009) e orientam a Educação Infantil (Proposta Pedagógica do município de Fortaleza), como avaliar seguindo pontos pré-estabelecidos ou ainda avaliar com caráter classificatório. Algumas das concepções encontradas são preocupantes enquanto outras denotam avanços no entendimento sobre a avaliação como ferramenta necessária para a efetivação de práticas cotidianas significativas para as crianças. Os resultados desse estudo são relevantes para avançar nos estudos e enriquecer os debates sobre essa temática, que é uma das que suscitam mais dúvidas na Educação Infantil. Nesse sentido, propomos uma reflexão em torno das práticas de avaliação adotadas atualmente, com o intuito de identificar suas limitações e progressos, ampliando a busca pela qualidade da educação oferecida nas escolas públicas.
Abstract: This research aims to investigate how teachers who work in early childhood education in public schools of Fortaleza understand the process of children. The interest in the subject arose during the course of specialization in Teaching in Early Childhood Education of UFC, as studied aspects of the curriculum, pedagogical proposal and evaluation in early childhood education from some models, such as experienced in schools Italian, Brazilian and guiding documents of pedagogical practice in this stage of education. Considering the school as environment construction of autonomy and citizenship, we adopted the theoretical perspective that perceives evaluation as an ongoing process of monitoring the development and child learning and must have as its main focus provide a reflection on teaching practice, as Hoffmann (1998) and Luckesi (2005) and others. We based on conceptions of Piaget (1970; 1987), Vygotsky (1988) and Wallon (2007) to assist the current discussions about the processes of learning and child development. The intention was to answer the following questions: What are the guidelines and tools provided by the Fortaleza for the evaluation in early childhood education? What conceptions teachers from kindergarten to have on learning, development and evaluation of children? What is the role of children and their families in the process, in the opinion of teachers? The research is qualitative through a multiple case study, with the application of a questionnaire and interviews with sixteen teachers of Early Childhood Education and the General Coordinator of Early Childhood Education the Department of Education and document analysis. Data analysis showed distinct and opposing childhood education conceptions that converge to inconsistent practices with age which meet. The role that evaluations play on the practices of teachers also has been controversial. It is shown now compatible, sometimes contradictory to the proposed ideas in the documents that regulate the Early Childhood Education, DCNEI, Early Childhood Education Pedagogical. Some of the concepts found care and other show advances in the understanding of the assessment practices as an experiment to effect significant daily practices. The study results become relevant to advance the debate on this subject that arouses doubts in the area of early childhood education. We propose a reflection of evaluation practices currently adopted, in order to identify the limits and progress, to increase the quality of education offered in public schools.
Descrição: FURTADO, Ana Paula Azevedo. Avaliação na educação infantil: as práticas avaliativas em creches e pré-escolas municipais de Fortaleza na perspectiva das professoras. 2016. 179f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19669
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_apafurtado.pdf2,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.