Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21045
Título: A experiência de educação patrimonial no Grupo Enxame – O Mucuripe conta sua cultura a partir de suas juventudes
Título em inglês: The heritage education experience in Grupo Enxame - The Mucuripe tell your culture through Its youths
Autor(es): Cabral, Sidarta Nogueira
Orientador(es): Linhares, Ângela Maria Bessa
Palavras-chave: Museu e Cidadania Cultural (Exposição) - Grande Mucuripe (Fortaleza, CE)
Educação e cultura - Mucuripe (Fortaleza, CE)
Projeto Enxame - Grande Mucuripe (Fortaleza, CE) – História
Culture
Heritage education
Data do documento: 2016
Citação: Cabral, S. N.; Linhares, A. M. B. (2016)
Resumo: Esta dissertação analisa a experiência de educação patrimonial vivida pelos jovens do Projeto Enxame, ONG que atua na região litorânea do Grande Mucuripe, periferia de Fortaleza-Ceará. Recorta a formação em Educação Patrimonial vivida por vinte (20) jovens entre quinze (15) e vinte e quatro (24) anos, que realizou um levantamento sobre a produção cultural do Grande Mucuripe, denominada Museu e Cidadania Cultural, ao final do qual montou-se uma exposição focalizando o Morro Santa Terezinha, o Riacho Maceió e a Rua da Frente, antiga denominação da Avenida Beira-Mar. Compondo pesquisa que historia desde a vida dos antigos pescadores do lugar, que atuavam com a pesca artesanal, até a contemporaneidade e suas formas de vida e ocupação cultural, o presente trabalho discute a experiência juvenil, a partir dessa intervenção vivida como educação patrimonial e que configura a própria história do Grupo Enxame. Buscando a perspectiva das juventudes, este estudo mostra o saber experiencial, em seus processos de singularização nas histórias de vida de cada um do Grupo Enxame, entrelaçando a leitura que vão fazendo do bairro e suas formas de vida mutantes. Traz como fundamentação teórica as narrativas de mapas simbólicos (DIÓGENES, 1998), junto às culturas juvenis e aborda experiência e cultura em educação patrimonial (GALZENARI, 2013; GONÇALVES, 2009; PESAVENTO, 2005; HORTA, 1999; CARSALADE, 2002). A metodologia adotada é a História Oral (LE GOFF, 2003; BURKE, 1992, 2008; ALBERTI, 2004); portanto, constará de uma abordagem qualitativa, que compreende a produção de saber das entrevistas coletivas, aliado às Histórias de Vida e aos Diários da Pesquisa, como instrumentos da investigação. Como resultados viu-se que as identidades dos jovens que atuam com a arte como cultura se constituem, fundamentalmente, pelos processos de produção de saberes experienciais vividos. Constatou-se a potência da reflexão patrimonial como pauta de redescobertas do universo do bairro, que é trazido pelas mediações que as relações intergeracionais no trabalho cultural com o patrimônio podem proporcionar. Também se viu como opera uma formação em educação patrimonial, capaz de auxiliar o movimento de crítica da cultura, uma vez que tomamo-la como híbrida, complexa e em constante criação – mas também repleta de usurpações, que necessitam ser desveladas.
Abstract: This project analyzes the experience of heritage education experienced by young people in the Projeto Enxame, a Non-Governmental Organization that operates in the coastal region of Grande Mucuripe, suburb of Fortaleza, Ceará. In 2011, the Enxame takes a course of Heritage Education, where twenty young people of community, between fifteen (15) and twenty-four (24) years old, had classes of material and immaterial heritage, memory and social musealization, during the course the young people researched the cultural production of Grande Mucuripe called Museum and Cultural Citizenship, in the end they assemble an exhibition focusing the Morro Santa Terezinha, Maceió River and Rua da Frente, as formerly was called the Beira-Mar Avenue, by the residents of the place, in general, people involved with fishery. Therefore, this paper discusses the role of heritage education, Looking for a youth perspective. This study has as theoretical foundation the narratives of symbolic maps (DIOGENES, 1998) together with the youth cultures (PAIS, 1993; DAYRELL, 2005; SPOSITO, 1993); and discusses experience and culture (FREIRE, 1981; LARAIA, 1989; GEERTZ, 1989; BRANDÃO, 1995; CANCLINI, 1997); in heritage education (GALZENARI, 2013; GONÇALVES, 2009; PESAVENTO, 2005; HORTA, 1999; CARSALADE, 2002). The methodology used is the oral history (LE GOFF, 2003; BURKE, 1992, 2008; ALBERTI, 2004), therefore, consist of a qualitative approach, which includes the production of knowledge of the culture circles to capture the groupthink of youth culture. Also, it is essential to seek the prospect (auto) biographical, in the context of oral history. As a result, it is intended to reflect on how the youth come to school and their culture, in the context of experiential Projeto Enxame, hence be deduced the look of Heritage Education in the formation of youth.
Descrição: CABRAL, Sidarta Nogueira. A experiência de educação patrimonial no Grupo Enxame – O Mucuripe conta sua cultura a partir de suas juventudes. 135f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21045
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_sncabral.pdf1,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.