Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21538
Título: Extração e caracterização do extrato de palma forrageira e avaliação do potencial antioxidante em modelo de lesão gástrica induzida por etanol
Título em inglês: Obtaining and characterization of Nopal (Opuntia ficus–indica) extract and evaluation of antioxidant potential in gastric injury model induced by ethanol
Autor(es): Farias, Patricia Marques de
Orientador(es): Torres, Lucicléia Barros de Vasconcelos
Coorientador(es): Lima, Janice Ribeiro
Palavras-chave: Opuntia fícus-indica
Compostos fenólicos
Atividade antioxidante
Lesão gástrica alcoólica induzida
Data do documento: 2016
Citação: FARIAS, P. M. (2016)
Resumo: A palma forrageira (Opuntia ficus–indica) é originária do México, porém é bem adaptada às condições do semiárido Nordestino. Seus caules jovens, denominados cladódios, são consumidos normalmente na dieta alimentar dos mexicanos, sendo também utilizada na medicina popular. Diante de tais informações, este estudo teve como objetivo a obtenção e caracterização do extrato liofilizado de palma forrageira e a avaliação do seu potencial antioxidante in vivo. Foram realizados: testes de rendimento, análise de citotoxicidade in vitro (teste do MTT); caracterização química e bioquímica em relação ao metabolismo antioxidante: espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN) e cromatografia líquida de ultra performance (UPLC-QTOF); atividade antioxidante total (AAT); análise de enzimas antioxidantes: catalase (CAT) e dismutase do superóxido (SOD) e análise in vivo, através do modelo experimental de lesão gástrica induzida por etanol 50% e da determinação dos níveis de malondialdeído (MDA) e glutationa (GSH). O extrato encapsulado com maltodextrina foi submetido a análises físicas de umidade, higroscopicidade, grau de caking, e microscopia eletrônica de varredura (MEV). De acordo com os resultados alcançados, foi possível obter um rendimento de 2,30%. O teste do MTT demonstrou que o extrato não possui efeito tóxico as células (cultura IEC-6). Foram detectados, através do UPLC-QTOF, a presença de polifenóis como os flavonóides quercetina, rutina e isorhamnentina. A RMN identificou aminoácidos como a tirosina e ácidos orgânicos, como o ácido gama-aminobutírico. Foi determinado uma atividade enzimática de 19,92 UAE. mg-1 de proteína de SOD, 1,18 µmol H2O2 . mg-1 de proteína. min-1de CAT e 59,73 µM Trolox. g-1 MS de AAT. A encapsulação do material foi confirmada através da MEV, sendo escolhida a proporção 2:1 maltodextrina:palma, respectivamente, com valores 5,74% de umidade, 1,48% de higroscopicidade e 48,34% de grau de caking. O pré-tratamento com extrato de palma, nas três doses testadas (1, 3 e 10 mg/kg), foi capaz de reduzir de forma significativa a formação de lesões gástricas e os níveis de MDA, sendo a dose de 3 mg/kg capaz de preservar os níveis de GSH. Os dados obtidos na caracterização química e bioquímica estão diretamente relacionados à atividade antioxidante do extrato de palma no modelo experimental de estresse oxidativo induzido por etanol 50%.
Abstract: The cactus pear (Opuntia ficus-indica) is originally from Mexico, but is well suited to semi-arid conditions of the Brazilian Northeast. Their young stems called cladodes are normally consumed in the diet of Mexicans, and is also used in traditional medicine because of its beneficial properties popularly recognized (anti-ulcer, anti-inflammatory, etc.). Faced with these evidences, to the freeze-dried extract of cactus pear obtained in this study were performed: yield tests, in vitro cytotoxicity assay (MTT test); Chemical characterization by nuclear magnetic resonance spectroscopy (NMR) and ultra performance liquid chromatography (UPLC-QTOF); total antioxidant capacity (TAC); analysis of antioxidant enzymes: catalase (CAT) and superoxide dismutase (SOD) and in vivo analysis using the experimental model of gastric injury induced by alcohol 50% in rats Wistar. The extract encapsulated with maltodextrin was subjected to physical analysis of moisture, hygroscopicity, degree of caking and scanning electron microscopy (SEM). According to the results achieved, it was possible to obtain a yield of 2.30%. The MTT test showed that extract has no toxic effect cells (IEC-6 culture). They were detected by UPLC-QTOF, the presence of polyphenols such as flavonoids quercetin, rutin and isorhamnentina. NMR identified amino acids such as valine, threonine and organic acids such as gamma-aminobutyric acid. They were identified in the material 19.92 UAE. mg-1 of protein of SOD, 1,18 µmol H2O2 . mg-1 of protein . min-1 of CAT and 59,73 µM Trolox. g-1 DM de TAC. The encapsulation material was confirmed by SEM and was chosen proportion (2:1) maltodextrin: palm, respectively, with values 5.74% moisture, 1.48% hygroscopic and 48.34% of degree of caking. It has been observed in vivo, that pretreatment with palm extract, the three tested doses (1, 3 and 10 mg / kg), was able to significantly reduce the formation of gastric lesions and MDA levels. The results show that palm extract has antioxidant activity in an experimental model of oxidative stress with 50% alcohol.
Descrição: FARIAS, Patricia Marques de. Extração e caracterização do extrato de palma forrageira e avaliação do potencial antioxidante em modelo de lesão gástrica induzida por etanol. 2016. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21538
Aparece nas coleções:DTA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_pmfarias.pdf1,38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.