Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24605
Title in Portuguese: Playground virtual e indústria cultural: um estudo frankfurtiano acerca do consumo das novas tecnologias na infância
Title: Virtual playground and cultural industry: a Frankfurtian study on the consumption in childhood of new technologies
Author: Figueiredo, Débora Cavalcante de
Advisor(s): Severiano, Maria de Fátima Vieira
Keywords: Dominação Cultural
Jogos de Vídeo
Atividades de lazer
Leisure
Childhood
Issue Date: 2017
Citation: Figueiredo, D. C.; Severiano, M. F. V. (2017)
Abstract in Portuguese: Na sociedade contemporânea, constantemente são lançados pelo mercado aparelhos eletrônicos informatizados direcionados ao público infantil, que passa a ter um contato cada vez mais crescente e precoce com toda a mídia publicitária virtual, via indústria cultural Assim, suportes eletrônicos sofisticados, a exemplo dos tablets e smartphones, proliferam-se rapidamente no universo infantil sob a forma de entretenimento. Diante disso, buscamos, com o presente trabalho, analisar as estratégias utilizadas pela indústria cultural para estimular o uso das novas tecnologias na infância, bem como refletir acerca das implicações psicossociais decorrentes do contato precoce com esses aparatos tecnológicos, no contexto da sociedade de consumo contemporânea, tendo como preocupação especial o modo como a experiência na infância é afetada. Para tanto, utilizamos como eixo teórico-metodológico os pensadores da Escola de Frankfurt. Ao proporem uma análise teórico-crítica da cultura, a partir de uma metodologia que privilegia uma abordagem micrológica de aspectos representativos da sociedade, deram-nos subsídios para (re)pensar a influência da mídia informatizada no universo infantil. Em termos de estratégias metodológicas, analisamos os filmes Angry Birds e Hotel Transilvânia 2, considerados exemplos paradigmáticos que apontam para o interesse da indústria cultural em manter as crianças cada vez mais conectadas e desejosas de seus produtos. Foram também analisadas algumas peças publicitárias, promoções mercadológicas, jogos e produtos direcionados ao público infante, considerando a intensidade dos estímulos mercadológicos e o modo de dirigir-se ao público infantil. A partir desse material procuramos identificar as possíveis implicações psicossociais na vida das crianças que, cada vez mais cedo, têm utilizado dispositivos eletrônicos portáteis em diversas situações em seu cotidiano, em especial em seus momentos de lazer – locus de observação privilegiada desta pesquisa. As reflexões finais apontaram para três elementos relevantes na relação da criança com a mídia informatizada: a inserção da criança no mercado através da tecnocultura - versão atualizada da indústria cultural - tornando-a alvo privilegiado dos interesses mercantis; a escassez de tempo, em face das inúmeras atividades extra-curriculares em que os artefatos tecnológicos se fazem onipresentes e o consequente excesso de estímulos virtuais, daí advindos. Em face desses elementos, o tempo da criança tende a ser preenchido por telas em detrimento da relação com o outro, com os pais, com os amigos e da própria experiência consigo mesma, gerando um enfraquecimento da experiência com sentido e uma pauperização dos vínculos afetivos.
Description: FIGUEIREDO, Débora Cavalcante de. Playground virtual e indústria cultural: um estudo frankfurtiano acerca do consumo das novas tecnologias na infância. 2017. 159f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24605
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_dcfigueiredo.pdf6,06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.