Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2768
Título: Projeto Amor à Vida: avaliando resultados junto aos profissionais de saúde, educação e assistência social no Município de Jaguaribe - CE
Título em inglês: Project Love of Life: assessment with the health professional, education and welfare in the City of Jaguaribe - CE
Autor(es): OLIVEIRA, Virginia Maria Costa
Orientador(es): FRAGA, Maria de Nazaré de Oliveira
Palavras-chave: Gestão em Saúd
Educação e Estado
Políticas Públicas de Saúde
Assistência Social
Políticas públicas
Promoção da Saúde
Data do documento: 2007
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: OLIVEIRA, V. M. C. ; FRAGA, M. N. O. (2007)
Resumo: Avaliamos os resultados do Projeto Amor à Vida no município de Jaguaribe-CE que vem sendo anunciado como indutor na implantação da política de saúde do adolescente, com ênfase na promoção da saúde. Objetivos: avaliar o resultado do Projeto Amor à Vida junto aos profissionais de saúde, educação e assistência social, após oito anos de implantação, tendo por base os princípios centrais da promoção da saúde; traçar o perfil dos profissionais participantes do projeto no município; investigar a adesão dos profissionais quanto aos objetivos e à metodologia proposta pelo projeto; identificar, nas atividades dos profissionais, as estratégias adotadas para articulação de ações intersetoriais. Foram cenários do estudo: 02 Escolas de Ensino Fundamental e Médio, 03 Unidades Básicas de Saúde e 01 Centro de Atendimento Psicossocial. Os sujeitos do estudo foram 14 professores, 03 gestores das escolas, 03 médicos, 03 enfermeiros, 02 auxiliares de enfermagem e 01 assistente social. O levantamento dos dados ocorreu no período de junho de 2004 a junho de 2005, usando observação livre e participante, questionário e entrevista semi-estruturada. Foram obedecidos os princípios éticos da pesquisa com seres humanos. A dialética foi o fundamento teórico escolhido. Entre os sujeitos da pesquisa, além da maioria de mulheres, predominou a religião católica. A maioria tem curso de graduação, havendo claro esforço por cursar especializações relacionadas com a atuação profissional. Mais da metade dos profissionais tinha renda familiar acima de 3,3 salários mínimos, havendo expressiva diferença entre os proventos dos médicos e dos enfermeiros, mesmo reconhecendo que na equipe de saúde, os enfermeiros são os responsáveis pela maioria das atividades de promoção e prevenção em saúde. Constatamos que a intersetorialidade, anunciada como fundamento do Projeto Amor à Vida, não se materializou no município de modo consistente. Apenas uma minoria dos profissionais de saúde e de assistência social foi capacitada sobre os temas e a metodologia do Projeto, faltou supervisão e estímulo aos profissionais, faltou aos profissionais e aos gestores públicos do município compreensão sobre a intersetorialidade enquanto estratégia fundamental para construção das políticas públicas e, particularmente, na promoção da saúde. Os princípios de qualidade de vida e participação social aparecem apenas pontualmente nos projetos político-pedagógicos das escolas e nas atividades cotidianas das instituições pesquisadas. O enfoque conservador adotado na escola e curativo ou de prevenção na atenção em saúde são normativos e inadequados como estratégias para atingir os objetivos do Projeto avaliado. Não constatamos diferença entre a prática dos profissionais das instituições participantes do Projeto e das demais instituições pesquisadas, o que nos levou a concluir que o Projeto está distante de ser indutor de práticas da promoção da saúde e qualidade de vida dos adolescentes. A pesquisa levantou discussões sobre a participação e controle social nas escolas e apontou para novos estudos que devem ser realizados de modo mais aprofundado e abrangendo maior número de municípios.
Abstract: We evaluated the results of the “Amor à Vida” Project in the city of Jaguaribe – Ceará, because it has been announced as an inductor for implanting the adolescent health policy, focusing on health promotion. Objectives: evaluate the results of the “Amor à Vida” Project with health, educaction and social assistance professionals, after eight years of implantation, observing if its practices show clearly the central health promotion principles; trace the profile of the professionals that participate on the project; investigate the professionals adhesion to the objectives and methodology purposed by the project and identify, among the professionals activities, the strategies adopted to articulate intersectorial actions. Scenery of the study: 02 middle schools, 03 basic health units and 01 psycho-social assistance center. The population of the study was: 14 teachers, 03 school administrators, 03 doctors, 03 nurses, 02 nurse auxiliaries and 01 social assistant. Data collection was made from June/2004 to June/2005, using free and participative observation, questionary and semi-structured interview. The dialectic approach was the chosen theoretical fundament. Among the subjects of the research, beyond the major number of women, most of the participants were catholic. Most of them are also undergraduated, showing interest and effort to take specialization courses related to their professional area. More than half of the professionals earned more than 3,3 Brazilian minimum salaries, existing a big difference between the salaries of the doctors and nurses; even being recognized that the nurses are responsible for the majority of the activities related to health promotion and prevention. We could see that the intersectorial actions, announced as the fundament of the project didn´t materialize consistently in the city. Just a minority of the health and social assistance professionals were capacitated about about the themes and the methodology of the Project, so that we observed: a lack of supervision and stimulation of the professionals, a lack of comprehension by the professionals and public administrators about intersectoriality as a fundamental strategy to build public policies and, particularly, in health promotion. The principles of life quality and social participation appeared isolated in the political-pedagogical projects of some schools and in some current activities of the investigated institutions. The bank focus adopted at school and curative or preventive focus on health attention are normative and inadequate strategies to achieve the goals of the evaluated project. We didn´t observe a meaningful difference between the practice of the professionals from the institutions that participate on the Project and from other institutions investigated. It was possible to conclude that the “Amor à Vida” Project is far from being inductor of health promotion and life quality practices for adolescents. The research brought up discussions about social participation and control in the schools, made suggestions to the public administrators and pointed to new and deep studies that should be developed with a larger number of cities.
Descrição: OLIVEIRA, Virginia Maria Costa. Projeto Amor à Vida: avaliando resultados junto aos profissionais de saúde, educação e assistência social no Município de Jaguaribe – CE. 2007. 119f. Dissertação (Mestrado em Avaliação de Políticas Públicas) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Avaliação de Políticas Públicas, Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2768
Aparece nas coleções:MAPP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_DIS_VirginiaMCOLIVEIRA.pdf1,16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.