Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3007
Título: Cultura digital e educação: o caso de educadoras do campo no Centro Rural de Inclusão Digital (CRID) Santana
Título em inglês: Digital culture and education: the case of Rural Educators in Rural Digital Inclusion Center (CRID) Santana
Autor(es): SANTANA, Ana Carmen de Souza
Orientador(es): BORGES NETO, Herminio
Palavras-chave: Cultura Digital e Educação
Educação do Campo
Centros Rurais de Inclusão Digital (CRID)
Digital Culture and Education
Rural Education
Centros Rurais de Inclusão Digital (CRID)
Ensino à distância - Santana(Monsenhor Tabosa,CE)
Ensino auxiliado por computador - Santana(Monsenhor Tabosa,CE)
Inclusão digital
Educação rural - Santana(Monsenhor Tabosa,CE)
Centros comunitários - Aspectos educacionais
Centros Rurais de Inclusão Digital
Data do documento: 2008
Citação: SANTANA, A. C. S. ; BORGES NETO, H. (2008)
Resumo: Este trabalho busca expressar a sistematização da experiência de pesquisa desenvolvida no Assentamento Santana com seus educador@s do campo através do projeto Centros Rurais de Inclusão Digital (CRID). O pressuposto fundamental era de que essas pessoas tinham uma cultura digital em construção e que se podia aprofundar essa questão a partir de uma metodologia onde o objeto de estudo se configurou com as vivências, percepções e reflexões que ess@s educadores tecem a partir de suas próprias realidades. Para tanto, foi realizado um estudo teórico geral sobre sociedade da informação educação e depois aprofundada na análise de dados com as falas dos sujeitos. O percurso de pesquisa foi qualitativo, numa abordagem etnográfica que fez uso de diário de campo como instrumento de organização dos eventos que contemplassem a cultura digital d@s educador@s do Assentamento Santana num campo presencial e virtual. As categorias consideradas nos aspectos de cultura digital d@s educadores caminham na direção para: construção de práticas contextualizadas à realidade em que vivem; planejamento para a utilização pedagógica do CRID e necessidade de formação continuada, que pode ser feita entre el@s mesm@s e contando com apoio do grupo de gestão do CRID e a perspectiva coletiva de se viver o CRID como instrumento pedagógico para “além da boa vontade”. É salutar a experiência do CRID e sugerimos a criação de novos espaços para a socialização das práticas educativas nos CRID por parte d@s educador@s e que seja dada continuidade nos estudos nessa área que entrelaça cultura digital e educação. As considerações finais apontam para @s educador@s de Santana têm no CRID uma possibilidade de expressar sua autonomia tão desejada ainda no espaço escolar. Outro aspecto evidente foi a coletividade, vivida no assentamento, bastante expressiva na “luta de crescer e transformar” através do CRID.
Abstract: This study attempts to express the systematization of experience in research developed in the Rural Community Santana with its educators in a project Centros Rurais de Inclusão Digital (CRID). The basic assumption was that these people had a digital culture in construction and that it could deepen this issue from a methodology where the object of study is configured with the experiences, thoughts and perceptions that educators draw from their own realities. For this reason, a general theoretical study has been realized about information society in education and after that depth in data analysis with talk of people. The roadmap has been a qualitative research, with an ethnographic approach that used a daily camp as tool for organizing events would contemplate the digital culture of educators in the rural Community Santana in a presence and virtual enviroment. The categories to be considered in aspects of digital culture of the educators to go toward: building practices contextualized to the reality in which they live; planning for CRID educational use and the need for continuing education, which can be made between the same and counting on management group support of CRID and collective perspective to live the CRID as a pedagogical tool for "beyond good will." The experience of CRID is good and we suggest the creation of new socialization spaces for educational practices in CRID by your educator is to give continuity to studies in this area that relation with digital culture and education. The final considerations point to Santanas’s educators that in CRID have a chance to express their autonomy so desired still at school. Another evident aspect was the community, living in the settlement, very expressive in the "struggle to grow and transform" from the CRID.
Descrição: SANTANA, Ana Carmen de Souza. Cultura digital e educação: o caso das educadoras do campo no Centro Rural de Inclusão Digital (CRID) Santana. 2008. 85 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3007
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_Dis_ACSSantana .pdf1,92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.