Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3105
Título: Ideologia, Trabalho e Educação: uma análise dos livros didáticos da Educação de Jovens e Adultos (EJA)
Título em inglês: Ideología, Trabajo y Educación: una análisis de los libros didácticos de Educación de Jóvenes y Adultos
Autor(es): NOBRE, Eliacy dos Santos Saboya
Orientador(es): FELISMINO, Sandra Cordeiro
Palavras-chave: Ideologia
EJA
Trabalho e Educação
ideología
trabajo y educación
Livros didáticos - Influências tendenciosas - Fortaleza(CE)
Trabalhadores - Educação - Fortaleza(CE)
Educação de adultos - Fortaleza(CE)
Jovens - Educação - Fortaleza(CE)
Ideologia
Trabalho
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: NOBRE, E. S. S. ; FELISMINO, S. C. (2009)
Resumo: A presente pesquisa objetiva analisar a ideologia enaltecida pelos livros didáticos de Educação de Jovens e Adultos, mediante a relação trabalho e educação. Para tanto, realizamos, no decorrer deste trabalho, um breve estudo sobre ideologia à luz da ontologia marxiana-lukacsiana e um resgate histórico da Educação de Jovens e Adultos, destacando o seu quadro legal vigente. A parte central deste trabalho foi constituída pela análise das cinco coleções que foram utilizadas pelas escolas públicas municipais de Fortaleza que ofertam EJA (1º segmento), no período de 2000 a 2009, o que perfaz um total de dezenove exemplares analisados. Com o estudo realizado, concluímos que as ideias presentes nesses materiais didáticos favorecem ao desenvolvimento de uma concepção conformista acerca da realidade histórico-social dado que os conteúdos e as atividades propostas, em geral, não contemplam questionamentos mais críticos. Isto, a nosso ver, pode vir a induzir os educandos a posições teleológicas que os façam reproduzir e aceitar a injusta ordem social vigente. No contexto da relação entre trabalho e educação, o que podemos verificar é o reforço de pontos de vista socialmente enfatizados e difundidos pelos representantes dos interesses da ordem social capitalista, tais como: que o acesso à educação escolar é um privilégio; que a responsabilidade pelo fracasso escolar é dos educandos; que o mundo do trabalho está a exigir um novo tipo de trabalhador; que formar para a empregabilidade é preparar para o novo mundo do trabalho; que o problema do desemprego está relacionado diretamente com a desqualificação do trabalhador; que a educação é a chave para a solução dos problemas sociais etc. Contudo não podemos deixar de mencionar que se encontram no material didático da EJA, ainda que em número reduzido, alguns textos e sugestões de atividades que podem vir a contribuir para a elevação da consciência dos educandos sobre as relações sociais nas quais estão inseridos, o que nos permite afirmar que os livros utilizados nas salas de aula de EJA não podem ser considerados, estritamente, como veículos de transmissão da ideologia da classe dominante aos alunos trabalhadores.
Abstract: La presente pesquisa tiene como objetivo analizar la ideología enaltecida por los libros didácticos de Educación de Jóvenes y Adultos, mediante la relación trabajo y educación. Para tanto, realizamos, en el decurso de este trabajo, un breve estudio de la ideología, fundamentadas em la ontología marxiana- lukacsiana, y un rescate histórico de la Educación de Jóvenes y Adultos, destacando sus aspectos legales vigentes. La parte fundamental de este trabajo se constituyó por la análisis de las cinco coleciones que fueran utilizadas por las escuelas públicas municipales de Fortaleza que ofrecem EJA (1º segmento), en el período de 2000 hasta 2009, rehaciendo un total de diecinueve ejemplares analizados. Con el estudio realizado, concluimos que las ideas presentes en eses materiales didácticos favorecen al desarrollo de una concepción conformista acerca de la realidad histórico-social, pues los contenidos y las actividades sugeridas, en general, no contemplan cuestiones más críticas. Creemos que ese problema puede inducir los alumnos a posiciones teleológicas que los hagan reproducir y aceptar la injusta orden social vigente. En el contexto de la relación entre trabajo y educación, verificamos el esfuerzo de puntos de vista socialmente enfatizados y difundidos por los representantes de los intereses de la orden social capitalista, tales como: que el acceso a la escuela es un privilegio; que la responsabilidad por el fracaso en la escuela es de los alumnos; que el mundo del trabajo exige un nuevo modelo de trabajador; que formar para la empleabilidad es preparar para el nuevo mundo del trabajo; que el problema de la falta de empleos está directamente relacionado com la desqualificación del trabajador; que la educación es la llave para la solución de los problemas sociales etc. Sin embargo, no podemos dejar de mencionar que se encuentran em el material didáctico de EJA, mismo que en número reducido, algunos textos e sugestiones de actividades que pueden contribuir para la elevación de la conciencia de los alumnos acerca de las relaciones sociales em las cuales están inseridos. Esa cuestión nos permite afirmar que los libros utilizados en las aulas de EJA no pueden ser considerados, estrictamente, como instrumentos de transmisión de la ideología dominante a los alumnos trabajadores.
Descrição: NOBRE, Eliacy dos Santos Saboya. Ideologia, trabalho e educação: uma análise dos livros didáticos da educação de jovens e adultos (EJA). 2009. 148f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3105
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_Dis_ESSNOBRE.pdf779,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.