Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3108
Título: Elementos para uma genealogia da subjetividade infantil contemporânea, a partir da análise dos discursos crítico-científicos sobre a infância
Título em inglês: Element for a genealogy of contemporary child subjectivity based on critical-scientific discourses about childhood
Autor(es): COSTA, Erica Atem Gonçalves de Araújo
Orientador(es): COSTA, Sylvio de Sousa Gadelha
Palavras-chave: Genealogia
Subjetividade
Infância
Genealogy
Subjectivity
Childhood
Crianças
Análise do discurso
Data do documento: 2006
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: COSTA, E. A. G. A. ; COSTA, S. S. G. (2006)
Resumo: This research discusses the naturalization of the idea of a “child with a say” in contemporary critical-scientific discourses. This conception was constituted in these discourses so as to criticize the idea of modern childhood, related, among other things, to notions of immaturity and dependence on adults. The figure of subjectivity “child with a say” is used to justify an ensemble of varied practices – juridical (“child-witness”), political (“citizen child"), mediatic (“protagonist child”), educational (“competent child”) – which aims at investing on the child figure for which the constitution of a child as a subject of opinion and representation is determinant. The analysis of this discursive field – which comprises Sociology of Childhood, Anthropology of Childhood, Pedagogy of Childhood and Social Psychology – based on M. Foucault’s archaeo-genealogy, identified the kinds of statements present in this network, as well as the kind of discourse used. It was noticed that the functioning of these discourses depends on some presuppositions, which, in this research, are denominated mechanisms of critical discursivity. They are: the development of the concept representations of childhood and child, the constitution of the adult as an interdictor, the rediscovery of childhood, speech as a natural possibility and the idealization of the “childhood with a speech”. It was concluded that such presuppositions cooperate to produce the “childhood with a speech” as evidence, to which knowledge must devote itself and experience. Finally, an assemblage of investigation lines were elaborated and served as a base for the constitution of a genealogy of this subjectivity figure, typical of present times.
Abstract: Esta pesquisa discute a naturalização da idéia da “criança com voz” pelos discursos crítico-científicos contemporâneos. Essa concepção foi constituída nesses discursos com o objetivo de estabelecer uma crítica à idéia de infância moderna, ligada, dentre outras coisas, às noções de imaturidade e dependência em relação ao adulto. A figura de subjetividade “criança com voz” é utilizada para justificar um conjunto de práticas variadas - jurídicas (“criança-testemunha”), políticas (“criança cidadã”), midiáticas (“criança protagonista”), educativas (“criança competente”) - que têm como alvo um tipo de investimento sobre o corpo infantil para o qual é determinante a constituição da criança como sujeito de opinião e representação. A análise deste campo discursivo - do qual fazem parte a Sociologia da infância, a Antropologia da infância, a Pedagogia da infância, a Psicologia social - a partir da arqueogenealogia de M. Foucault, levou à identificação dos tipos de enunciado presentes nesta rede, assim como do tipo de discursividade em jogo. Viu-se que o funcionamento desses discursos depende de alguns pressupostos, os quais se denominam, nesta pesquisa, dispositivos da discursividade crítica. São eles: a evolução das concepções de infância e criança, a constituição do adulto como um interditor, a redescoberta da infância, a fala como uma possibilidade natural e a idealização da “infância que fala”. Concluiu-se que tais pressupostos concorrem para a produção da “infância que fala” como uma evidência, à qual os saberes devem se dedicar a conhecer. Por último, elaborou-se um conjunto de linhas de investigação que poderiam servir de base à constituição de uma genealogia dessa figura de subjetividade característica do presente.
Descrição: COSTA, Erica Atem Gonçalves Araújo. Elementos para uma genealogia da subjetividade infantil contemporânea, a partir da análise dos discursos crítico-científicos sobre a infância. 2006. 152f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3108
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_Dis_EAGACosta.pdf1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.