Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3185
Título: As crianças e suas relações com a Escola Diferenciada dos Pitaguary
Título em inglês: The children in their relations with Pitaguary Differenced School
Autor(es): SOUSA, Flávia Alves de
Orientador(es): COSTA, Sylvio de Sousa Gadelha
Palavras-chave: Educação diferenciada
Crianças
Pitaguary
Children
School Crianças indígenas - Educação – Maracanaú(CE)
Escolas indígenas – Maracanaú(CE)
Índios Pitaguary – Identidade étnica
Índios da América do Sul – Maracanaú(CE)
Data do documento: 2007
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: SOUSA, F. A. ; COSTA, S. S. G. (2007)
Resumo: Esta pesquisa faz uma discussão sobre a relação das crianças com os conhecimentos ensinados na escola indígena dos Pitaguary, principalmente no que corresponde aos “saberes diferenciados”. Objetivo interpretar como as crianças compreendem esses saberes ensinados na “escola diferenciada”, que significados conferem as idéias enunciadas pelos agentes sociais da escola em relação ao “ser índio”; ou seja, as crianças reproduzem as práticas discursivas e não discursivas concernentes ao “ser índio” ou elas produzem o seu próprio significado? Se elas produzem, como o fazem? Para tanto, considero a idéia de Foucault (1979), de que os sujeitos são efeitos das práticas discursivas e não estão livres das relações saber/poder. Meu argumento principal é pensar a identidade e a diferença como campo de disputas entre diferentes significações, tanto no âmbito teórico (a idéia da diferença na Filosofia deleuzeana e nas Ciências Sociais), como nas práticas sociais relacionadas aos discursos e experiências simbólicas dos adultos e crianças Pitaguary. Enquanto os adultos entendem a escola como o lugar onde as crianças vão aprender a ser o “Pitaguary do futuro”, o “Pitaguary de verdade”, estas produzem outras percepções sobre o “ser índio”. Para as crianças, o “índio verdadeiro” geralmente corresponde a um modelo estereotipado, não se identificando como tal, produzindo, portanto, outra forma de se identificarem como índios. As escolas observadas localizam-se no Município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. Trabalhei especificamente com a Escola Indígena de Ensino Diferenciada Chuy (no Horto Florestal) e a Escola de Educação Básica do Povo Pitaguary (no Santo Antônio dos Pitaguary). Os dados empíricos foram coletados a partir de observações das salas de aula, entrevistas semi-estruturadas com pais, professores e entrevistas não-estruturadas com algumas crianças que estudavam na 1ª e 2ª séries; e realizei, também, atividades direcionadas com as crianças, trabalhando com fotografias e desenhos.
Abstract: This research makes a discussion about the relation of the children with the knowledge teaches in the “escola indígena dos Pitaguary”, mainly on what we call “differenced acquaintance”. I intend be able to interpret how the children comprehend this knowledge teaches on this “differenced school”, which significations are in the enounced ideas by the social agents about “be índio”; that is, the children reproduce the discursive and no discursive practices inherent to “be índio” or they produced your own signification? If they produced, how do they? Therefore, I consider the Foucault’s idea (1979), the subjects are effects of the discursive practises, where are included knowledge/power relation. My great question is think the identity and the difference like the battlefield among different significations, as much on the theory ambit (the idea of the difference on the deleuzian Philosophy and on the Social Science), as on the social practices related to discusses symbolic experiences of the Pitaguary adults and children. While the adults understand the school like the place where the children go to learn and be the “future Pitaguary”, the “true Pitaguary”, the children produce others perceptions about “be índio”. For children, the “true índio” correspond to a stereotype model, but they do not identify themselves with this kind of índio, therefore these children construct another way to identify themselves like a índio: “we do not true índios, we are false índios”. The watched schools are localized on the Maracanaú, a municipal district in the “Grande Fortaleza”. I worked with the Escola Indígena de Ensino Diferenciada Chuy (at the “Horto Florestal”) and the Escola de Educação Básica do Povo Pitaguary (at the Santo Antônio dos Pitaguary). The empiric datum were collected from observations at the classrooms, semi-structured interviewers with the parents and teachers, and not structured interviewers with some children who study at the first and second degrees; and I did, too, oriented activities with the children, working with pictures and photos.
Descrição: SOUSA, Flávia Alves de. As crianças e suas relações com a escola diferenciada dos Pitaguary. 2007. 155f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3185
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_Dis_FASOUSA.pdf3,38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.