Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3365
Title in Portuguese: Os Educadores-Palhaços do Grupo Fantasia: o que aprendem e o que nos ensinam sobre educação moral.
Title: Educators clown of Grupo Fantasia: what we learn and teach about moral education
Author: Sousa, Aline da Silva
Advisor(s): Olinda, Ercília Maria Braga de
Keywords: Educação Moral
Espiritismo
Educação Popular
Moral Education
Spiritism
Popular Education
Espiritismo
Educação popular
Issue Date: 2010
Publisher: http://www.teses.ufc.br
Citation: SOUSA, Aline da Silva. Os educadores-palhaços do Grupo Fantasia: o que aprendem e o que nos ensinam sobre educação moral. 2010. 142f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2010.
Abstract in Portuguese: A presente dissertação, intitulada Os educadores-palhaços do grupo fantasia: o que aprendem e o que nos ensinam sobre educação moral, teve como objetivo geral compreender a visão dos integrantes do Grupo Fantasia sobre a educação moral desenvolvida nas atividades voluntárias realizadas em um dos abrigos visitados por eles - o Abrigo Casa-Família de Maracanaú. Os sujeitos da pesquisa são denominados de educadores-palhaços pela dimensão educacional e social do trabalho desempenhado e por expressarem-se através da figura singular, divertida e libertadora do palhaço. São jovens pertencentes à Mocidade Espírita Nova Geração da Sociedade Espírita de Maracanaú (SOESMA). Com atividades lúdicas e artísticas, o grupo desenvolve uma proposta de educação moral inspirada na Doutrina Espírita, codificada por Allan Kardec, no final do século XIX. Não há intenção de fazer adeptos para esta doutrina, mas colaborar na formação de pessoas de bem, de acordo com a moral do Cristo. As perguntas orientadoras da investigação foram: quem são os jovens pertencentes ao grupo? Como atuam? O que o grupo nos ensina e o que aprendem sobre educação moral nas variadas atividades pedagógicas e sociais desenvolvidas por eles? O referencial teórico acerca do desenvolvimento moral, emergiu das perspectivas de Jean Piaget e Lawrence Kholberg; bem como dos princípios morais de Rousseau e de Pestalozzi, além da moral espírita com base em Allan Kardec. A compreensão do Grupo Fantasia acerca da educação moral foi investigada combinando duas metodologias qualitativas de pesquisa: a pesquisa-ação proposta por René Barbier e Michel Thiollent e a pesquisa (auto)biográfica desenvolvida a quase três décadas por investigadores que utilizam as histórias de vida em formação. Os procedimentos utilizados foram: o Círculo Reflexivo Biográfico (CRB); criado em pesquisa anteriormente desenvolvida pela professora Ercília Braga com o Grupo Fantasia; a observação participante acompanhada do diário de intinerância, de registros fotográficos e de filmagens. O trabalho realizado permitiu uma ampla reflexão sobre a prática efetivamente realizada, levando o grupo a reelaborar seu projeto pedagógico. A experiência desenvolvida pelos educadores-palhaços pode contribuir para o campo da educação popular, sobretudo no trabalho desenvolvido com crianças e adolescentes, mais profundamente no desenvolvimento de valores e atitudes que apontam para uma sociedade mais fraterna e justa.
Abstract: This dissertation entitled Educators clown of Grupo Fantasia: what we learn and teach about moral education, aimed to understand the overall vision of the members of Grupo Fantasia on moral education developed in voluntary activities carried out in one of the shelters visited for them - the Family Shelter House, Marazion. The subjects are called clowns by educators and educational dimension of social work carried out and express themselves through the singular figure of the clown fun and liberating. They are young people belonging to the New Generation Youth Spiritist Society of Spiritist Maracanaú (SOESMA). With recreational and artistic activities, the group develops a proposal for a moral education inspired by the Spiritist Doctrine, codified by Allan Kardec in the late nineteenth century. There is no intention to do adherents to this doctrine, but to collaborate in the formation of good people, according to the morality of Christ. The guiding research questions were: Who are the young people belonging to the group? How do they work? What it teaches us and learning about moral education in various educational and social activities undertaken by them? The theoretical about moral development, emerged from the perspectives of Jean Piaget and Lawrence Kholberg; and moral principles of Rousseau and Pestalozzi, and morality based on spiritualist Allan Kardec. Understanding Group Fantasy about moral education has been investigated by combining two methods of qualitative research: action research proposed by Rene Barbier and Michel Thiollent and Research (auto) biographical developed almost three decades by researchers who use the stories of life in training . The procedures used were: Biographical Reflective Circle (CRB), established in earlier research developed by Professor Braga Ercilia with Grupo Fantasia; participant observation accompanied by the daily intinerância of filming and photographic records. The work has enabled a broad reflection on the practice carried out effectively, leading the group to redesign their pedagogical project. The experience developed by educators clowns can contribute to the field of popular education, particularly in work with children and adolescents, more deeply in the development of values and attitudes that point to a more fraternal and just society.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3365
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_Dis_ASSousa.pdf4,3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.