Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3533
Título: A educação dos trabalhadores na sociabilidade do capital: estudo a partir do PROJOVEM Fortaleza.
Título em inglês: La proposition d’éducation adressée à de jeunes travailleurs, à partir de l’expérience de scolarisation et de qualification professionnelle du Programme National : “Qualification et Action Communautaire - PROJOVEM
Autor(es): PIRES, Márcia Gardênia Lustosa
Orientador(es): ARRAIS NETO, Eneas de Araújo
Palavras-chave: Capitalismo
Trabalho
Educação
Capitalisme
Travail
Scolarité
Programa Nacional de Inclusão de Jovens, Educação, Qaulificação e Ação Comunitária
Educação compensatória - Fortaleza(CE)
Educação e estado - Fortaleza(CE)
Trabalhadores jovens - Educação - Fortaleza(CE)
Data do documento: 2007
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: PIRES, M. G. L. ; ARRAIS NETO, E. A. (2007)
Resumo: A presente pesquisa tem como objetivo analisar no contexto da crise estrutural do capital e das transformações do mundo do trabalho o discurso e a efetivação do modelo de escolarização e de qualificação profissional destinada aos trabalhadores via Política Pública de Educação. Objetiva ainda investigar a proposta de educação destinada a jovens trabalhadores a partir da experiência de escolarização e qualificação profissional do Programa Nacional de Inclusão, Qualificação e Ação Comunitária-PROJOVEM, identificando como os trabalhadores compreendem e vivenciam essa experiência que associa escolarização e qualificação profissional. A investigação realizou-se através de uma pesquisa bibliográfica e documental, aliada ao estudo empírico junto ao PROJOVEM, Fortaleza. Com relação à pesquisa de campo esta foi adotada com o intuito de verificar in loco como essa experiência de educação vem acontecendo. Para tanto, foram contemplados como sujeitos de investigação desse estudo, os alunos do Programa e os segmentos profissionais envolvidos no trabalho como: Assistentes Sociais, Professores de Educação Básica, Professores do eixo da Qualificação Profissional e coordenação geral. Cabe esclarecer que a pesquisa de campo teve início em novembro de 2005, quando data a implementação do Programa em nível nacional e local, prosseguindo durante o decorrer do ano de 2006. Foram realizadas visitas de acompanhamento aos núcleos, para observação das aulas e demais atividades desenvolvidas. Utilizamos como instrumentos de pesquisa a observação participante, a aplicação de entrevistas semi-estruturada, junto aos alunos, e da entrevista estruturada com os demais profissionais do programa. O estudo é fundamentado à luz do pensamento de Marx e de estudiosos como Mészáros (2003), Antunes (2001), Frigotto (2003), Gentilli (1995), Arrais Neto (2003, 2005, 2006), dentre outros. Os resultados da pesquisa revelam um contexto educativo afetado por problemas sociais e econômicos, fortemente marcado pelo viés neoliberal de sucateamento das instituições públicas, no caso em questão, as escolas; de precarização da classe trabalhadora, particularmente, os jovens e professores do programa. A Proposta implementa um modelo de escolarização mínima, em quantidade e em qualidade, de conteúdos estudados e de conhecimentos referentes à qualificação para o trabalho. O Programa apresenta ainda contradições inclusive em relação aos objetivos que se propõe, uma vez que não atende sequer as intenções de qualificação desses sujeitos para o mercado de trabalho.
Descrição: PIRES, Márcia Gardênia Lustosa. A educação dos trabalhadores na sociabilidade do capital: estudo a partir do PROJOVEM Fortaleza. 2007. 137f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3533
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_Dis_MGLPires.pdf905,41 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.