Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6623
Título: O Uso do Computador Como Mediador da Produção Textual do Deficiente Mental
Título em inglês: The Use of the Computer in the Literal Production of the Person With Mental Deficiency
Autor(es): OLIVEIRA, Maria Lucidalva Mota de
Orientador(es): LIRA, Ana Karina Morais De
Palavras-chave: Educaçao Especial
Deficiência Mental – Mediação – Computador – Produção Textual.
Words-key: Mental Deficiency – Mediation – Computer – Textual Production.
Computadores e Deficientes - Fortaleza(CE)
Língua Portuguesa - Composição e Exercícios - Ensino Auxiliado por Computador
Estudantes Deficientes - Ensino Auxilidado por Computador
Deficientes Mentais - Educação - Fortaleza(CE)
Data do documento: 2007
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: OLIVEIRA, M. L. M. LIRA, A. K. M. (2007)
Resumo: Esta pesquisa investiga o uso do computador como mediador da produção textual do deficiente mental. Foram adotadas, como fundamentações teóricas, as teorias de Piaget, Vygotsky, Inhelder, Valente, Platão, Fiorin, Nicola e Fávero. As teorias desses autores subsidiaram a construção da metodologia e a análise dos dados coletados em uma pesquisa de campo realizada na APAE – Fortaleza. O objetivo deste estudo é comparar as produções textuais elaboradas com o uso do computador, com as produções realizadas com o papel e o lápis, ambas elaboradas por pessoas com deficiência mental. A pesquisa incluiu um teste diagnóstico de escrita com os sujeitos investigados para saber se os mesmos estavam no nível alfabético da linguagem, condições necessárias para a produção de texto. Para a realização dos textos foram selecionadas quatro duplas: duas compuseram o grupo experimental I, que elaborou as produções textuais no computador e duas fizeram parte do grupo experimental II que fez as produções com o uso de papel e lápis. Ambas as duplas utilizaram as gravuras do software MicroMundos como suporte para a criação dos textos. Este estudo foi realizado em vinte e oito intervenções pedagógicas, sendo distribuídas em sete intervenções de cinqüenta minutos, uma a cada semana, para cada dupla. Os resultados da intervenção educacional do grupo experimental I demonstraram poucos erros de grafia, interação entre os integrantes das duplas, motivação para realizar as atividades de escrita e muita curiosidade em relação ao manejo do computador. Alguns aspectos relacionados à escrita no computador foram considerados importantes pelos sujeitos investigados: a letra é sempre bonita, não precisa apagar com borracha, não borra. Os resultados do grupo experimental II mostraram mais erros de grafia, interação entre os grupos, pouca disposição para escrever com o papel e lápis. Conclui-se que o computador é uma ferramenta que motiva o ato da escrita e pode, portanto, potencializá-lo por ter um teclado com alfabeto visível e, por isso, facilitar a escrita de palavras
Abstract: The current research investigates the use of the computer as a mediator of the textual output of the mentally deficient. Piaget’s, Vygotsky’s, Inhelder’s, Valente’s, Plato’s, Fiorin’s, Nicola’s and Favero’s theories were used as theoretical bases. These authors’ theories assisted in structuring the methodology and analysis of the data collected in a field research at the APAE, Fortaleza. The objective of this study is to compare the textual output of mentally deficient subjects when using a computer and when using pencil and paper. The research included pretesting to determine that the subjects were capable of writing at the required level. Four pairs of subjects were selected for the experiment. Two pairs were in experimental group I , and used the computer to write their texts. The other two pairs made up experimental group II, and used pencil and paper to write. Both groups used MicroMundos software illustrations to help them develop their texts. This study was carried out during twenty-eight pedagogical sessions, divided into seven fifty minute sessions, once a week for each pair of subjects. The results of the educational sessions for experimental group I showed few orthographical errors, interaction between the participants of each pair, motivation to carry out the writing activities, and great curiosity in relation to handling the computer. Some aspects related to the computer’s writing were considered important by the subjects under study: the letters are always pretty, it’s not necessary to use an eraser to make corrections, and it doesn’t smudge. The results of experimental group II showed more orthographical errors, interaction among the groups, and little inclination to write with pencil and paper. One concludes that the computer is a tool which motivates and encourages the act of writing, as it has a visible keyboard, thereby making it easier to write
Descrição: OLIVEIRA, Maria Lucidalva Mota de. O Uso do computador como mediador da produção textual do deficiente mental. 2007. 190 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/6623
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_DIS_MLMOLIVEIRA.pdf6,1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.