Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7270
Título: Modernidade e educação: (des)caminhos históricos e críticas a educação no governo Nogueira Accioly (1896-1912)
Título em inglês: Modernity and education: historical (mis)leading and criticism to education in government Nogueira Accioly (1896-1912)
Autor(es): MAIA, Gabrielle Bessa Pereira
Orientador(es): RODRIGUES, Rui Martinho
Palavras-chave: Modernity
Education History
Education History
Accioly,Antônio Pinto Nogueira,1840-1921
Ceará - Política e governo - 1896-1912
Data do documento: 2011
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: MAIA, G. B. P.; RODRIGUES, R. M. (2011)
Resumo: A Modernidade é comumente identificada como um período de profundas mudanças que incidiram sobremaneira na lógica do mundo ocidental, especialmente entre os séculos XIX e o XX. Transformações na malha urbana de grandes capitais, conceitos que emergiam sob os acordes uma nova lógica das disciplinas doravante científicas, regimes de governo em trânsito, mudança nos padrões comportamentais e subjetivos, anunciavam novos tempos e grandes desafios para aqueles que estivessem à frente das políticas públicas nos mais variados setores das sociedades daquele momento. E, respirando os ares desse novo contexto, encontramos o governo de Nogueira Accioly, identificado pela historiografia, em nosso Estado, como um período de práticas oligárquicas, patrimonialistas, despotistas e nepotistas reforçadas pelas mudanças decorrentes da transição do regime monarquista para o republicano, em nosso país. Tais identificações não foram significativas o bastante para que não nos interrogássemos sobre o que o referido governo fez no campo da Educação do nosso Estado. Dessa forma, este trabalho tem como objetivo analisar as realizações em Educação do governo de Antônio Pinto Nogueira Accioly, entre os anos 1896 e 1912, período em que este foi presidente do Estado do Ceará. Para tanto, focamos nossa análise na sua administração da Instituição de Ensino Secundário Liceu do Ceará, já existente à época da sua ascensão à presidência do Estado cearense, na fundação da primeira instituição de ensino superior de nossa terra, a Faculdade Livre de Direito e, na construção do Theatro José de Alencar. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica e documental em que as fontes de pesquisa foram: livros, mensagens e relatórios oficiais de presidente do Estado, periódicos, obras literárias e imagens de personagens históricos e da cidade de Fortaleza em fins do século XIX e início do século XX. Concluíu-se que, em meio ao desafiante trânsito por um período de tamanhas mudanças no Ocidente, falar e fazer tornavam-se desafios dos mais complexos. Liceu do Ceará, Faculdade Livre de Direito e Theatro José de Alencar, são instituições que, em si, demonstram a falta de modificações significativas na Educação cearense no âmbito das realizações do governo acciolino nesse setor. O calor dos acontecimentos, as falas desencontradas, denúncias e represálias, atestam que, enquanto a Modernidade força o homem a rever-se enquanto sujeito no contexto de suas novidades e ecletismo, transformações mais profundas, que confirmassem a realidade dos termos tão bem ajustados em notícias e mensagens endereçadas à população, foram escassas ou inexistentes. Mas, importa ainda que realcemos a presença do povo nesse contexto, muitas vezes ovacionando práticas tão somente discursivas, vazias de realizações mais significativas, atestando que, de fato, nem sempre, a voz do povo é a voz de Deus.
Abstract: Modernity is commonly identified as a period of deep changes which excessively focused in the logic of the western world, especially between the 19th and 20th centuries. Urban area transformations in big capital cities, emerging concepts under new logic of scientific disciplines, undergoing governments regimes, changing in the behavioral and subjective patterns all announced new times and great challenges for those who were ahead of public politics in the most varied society sectors in that particular time. Breathing the airs of that new context, we meet Nogueira Accioly’s government, identified in our state by historiography as a period of oligarchic, patrimonial, despotic and nepotistic practices reinforced by the changes caused by the transition from the monarchic to the republican regime in our country. Such identifications were not enough to inquire about what the aforementioned government had done for the Education field in our state. Therefore, this paper aims to analyze the Education accomplishments under Antônio Pinto Nogueira Accioly’s government, between 1896 and 1912, period which he was president of Ceará State. Thus, the analysis was focused on his administration at Liceu do Ceará Secondary Teaching Institution, which already existed by the time of his ascension to the state’s presidency, the foundation of the first superior education institution in our land, Livre de Direito University, and on José de Alencar’s Theater construction. A bibliographic and documental research was done in which the research sources were: books, messages and official reports from State’s president, periodicals, literature pieces, and historical characters and Fortaleza images in the late 19th and early 20th century. We conclude that to talk and to do had become more complicated challenges in the midst of Western challenging period of transformaion. Institutions such as Liceu do Ceará, Livre de Direito University and José de Alencar Theater have demonstrated in this sector a lack of significant modifications within the accomplishments scope under ‘acciolino’ government. The heat of the events, diverging opinions, accusations and retaliation testify that, while Modernity pushes mankind to reevaluate him in the context of its innovations and eclecticism, deeper transformations that could confirm the reality of well adjusted terms in the news or messages sent to the population were scarce or inexistent. However, it is important to emphasize the people’s presence under that context who many times acclaimed such discursive practices, empty of significant accomplishments testifying that, in fact, not always “The voice of the people is the voice of God”.
Descrição: MAIA, Gabrielle Bessa Pereira. Modernidade e educação: (des)caminhos históricos e críticas a educação no governo Nogueira Accioly (1896-1912). 2011. 125f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/7270
Aparece nas coleções:PPGEB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011-DIS-GBPMAIA.pdf3,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.